Edição nº 115 - 13 de Abril de 2007

Profissão Contábil: Instrumento de Cidadania  


PARA SUA REFLEXÃO

EVENTOS EM DESTAQUE



CRCBA - CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DA BAHIA.
e

ASCONTEM  - ASSOCIAÇÃO DOS CONTABILISTAS DE PORTO SEGURO E EUNÁPOLIS
.

    CONVITE AOS CONTABILISTAS, ESTUDANTES E A CLASSE EMPRESARIAL.

PALESTRA SUPERSIMPLES.


DATA:
 

  • 14 de abril de 2007.  

LOCAL:           

  • Salão de Eventos do Hotel Solar do Imperador, Estrada do Aeroporto s/n em Porto Seguro Bahia.  

HORÁRIO:

  • 14h as 17h30min.  

INSCRIÇÕES GRATUITAS:

  • Por telefone ou pessoalmente nas delegacias do CRCBA em Porto Seguro  (0xx-73-3288-1277 / 3356-1333) e Eunápolis (0xx-73-3281-1409)  e na ASCONTEM em Porto Seguro.
  • Excepcionalmente no local do evento, sujeito à disponibilidade.  

OBRIGATÓRIO:

  • Doação de 2 quilos de alimentos não perecível, exceto sal.  

TEMAS A SEREM  ABORDADOS:

  • O novo Simples Nacional introduzido pela Lei Complementar Federal nº 123/2006.
  • Novos limites de ingresso no regime
  • Prazos de adesão.
  • Novas regras  tributárias.
  • Planejamento  e estudo sobre  aumento de carga tributária
  • Novas permissividades.  

PALESTRANTE:

  • Antonio Nogueira.
    • Empresário Contábil, especialista em tributos, Conselheiro e  Vice-Presidente de Fiscalização, Ética e Disciplina do CRCBA .  

APOIO: 

  • CDEC
  • SESCAP.
  • Sindicatos e Associações de Contabilistas do interior do Estado da Bahia.  

Faça aqui a sua inscrição.

 

MANCHETES

ARTIGOS CONTÁBEIS.

NOVIDADES NA LEGISLAÇÃO DA PROFISSÃO CONTABIL – CRCBA – ATOS DO CRCBA E CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE.


VICE-PRESIDENCIA DE FISCALIZAÇÃO

 

HONORÁRIOS PROFISSIONAIS... EIS A QUESTÃO!

      Um dos principais objetivos desta administração é a melhoria da renda dos contabilistas. Na busca de soluções para o problema, diversas propostas e sugestões têm sido analisadas.
   
Em primeiro lugar, foram contratadas pesquisas objetivando conhecer melhor o problema e suas implicações. A questão dos honorários passa por diversas questões complexas. No plano legal, não é prerrogativa dos Conselhos atuar na definição de preços e tarifas. Não seria possível, por exemplo, o Conselho definir uma tabela de preços mínimos. Na realidade, não seria possível nem adequado. Tabelas foram feitas para serem desrespeitadas. Poderia até, de certa maneira, agravar o problema. A concorrência predatória poderia chegar a ponto de fazer os valores estabelecidos como piso se tornarem teto. Em vez de ajudar, prejudicaria a classe.
    Com base nos resultados das pesquisas, e ouvindo profissionais e usuários, o Conselho está desenvolvendo um trabalho que objetiva interferir proativamente nessa questão. Partiu-se do princípio que, muitas vezes, o usuário baseia sua escolha exclusivamente em preços porque não tem elementos objetivos que lhe permitam avaliar a qualidade do serviço prestado. Quando se compra um carro, por exemplo, o cliente é devidamente informado das características de cada modelo, podendo escolher de forma consciente aquele que lhe é mais conveniente.
    Quando contrata serviços contábeis, porém, sua demanda se resume a encontrar alguém para "fazer a contabilidade". E, sendo assim, quem se dispuser a fazer pelo menor preço tem a preferência. Isto gera um aviltamento dos preços.
     Nosso projeto visa criar f atores objetivos de diferenciação de serviços. Trata-se de definir os serviços adequados, em qualidade e abrangência, para cada tipo de usuário. Estes "pacotes" de serviços personalizados por tipo e porte de cliente deverão servir como padrão de negociação para os contabilistas. Espera-se que, com a popularização destes critérios objetivos, profissionais habilitados a oferecer serviços melhores e mais qualificados terão condições de cobrar honorários compatíveis com sua atuação. O cliente que escolher pagar menos o fará de forma consciente, sabendo que receberá menos. O que se espera é tornar transparente as negociações entre profissional e usuário, evidenciando o que já é obvio em outras transações comerciais: quando se paga mais, recebe-se mais.

Luciano Guerra
Contabilista – Ceará-CE



COMENTÁRIOS DA SEMANA.

 

LEGISLAÇÃO TRABALHISTA

  • ALERTA: Dados de Carteira de Trabalho perdida devem ser transcritos
    Os trabalhadores que precisam da segunda via da carteira de trabalho devem solicitar ao empregador, para a devida transcrição, a cópia da ficha de registro, carimbada e autenticada. É que a Previdência Social não reconhece registros de empregos anteriores à data da emissão da carteira.
    São válidos, desde 1º de julho de 1994, os registros empregatícios que se encontram no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS). Para a comprovação de vínculos que não constam no CNIS, vale o registro em carteira.
    Caso o trabalhador tenha períodos anteriores a 1994 e a empresa em que foi empregado não exista mais, ele poderá solicitar ao INSS que processe uma justificativa administrativa de tempo de serviço. Para que essa pesquisa seja feita, é preciso que haja prova material e três testemunhas que confirmem a relação de trabalho. A prova material pode ser um crachá, um contra-cheque, uma ficha cadastral, qualquer material que comprove a ligação do empregado com a empresa.


  • FISCOSOFT
    Da Sucessão Trabalhista na Lei 11.101/05
    Elaborado por: Marcelo Roberto Bruno Válio

  • Procedimentos para registro informatizado de empregados.

  • Intervalo para descanso na jornada de trabalho.

LEGISLAÇÃO PREVIDENCIARIA

IMPOSTOS E TRIBUTOS ADMINISTRADOS PELA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL

 

OUTRAS FONTES FUNDAMENTAIS AO SEU DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL

 


COMITÊ DO BOLETIM ELETRÔNICO DO CRCBA

Como você está recebendo o BOLETIM ELETRÔNICO do CRCBA?

Suas críticas e sugestões serão bem vindas, participe você também da gestão do CRCBA.

 

Envie suas sugestões para: 

 

presidencia@crcba.org.br                           |          ouvidoria@crcba.org.br                             |     fiscalizacao@crcba.org.br 

 

eboletim@crcba.org.br                                 |            registro@crcba.org.br                             |     eventos@crcba.org.br 

Clique abaixo e confira:

 

Livros e Artigos Contábeis

Leis e Normas de Rotina do Contabilista

Links Úteis

 

 

As informações contábeis e tributárias aqui publicadas não representam a totalidade das introduções e novidades da legislação, mas tão somente algumas selecionadas nos meios de comunicação. Continue utilizando as outras fontes de informação de seu habitual acesso. Elas são e continuarão sendo, fontes imprescindíveis para seu aperfeiçoamento profissional.  

 

EXPEDIENTE DO BOLETIM ELETRÔNICO DO CRCBA

Comitê Editorial

- Antônio Carlos Nogueira Cerqueira
- Antonio Roberto de Souza
- Areudo Barbosa Guimarães
- Carlos Luis Alves Barreto
- Célia Oliveira de Jesus Sacramento
- Dante Albano Menezes Lopes
- Edmar Sombra Bezerra
- Edmilson Bispo Gonçalves
- Edson Piedade Campos
- Edvaldo Paulo de Araújo
- Erivaldo Pereira Benevides
- Geraldo Vianna Machado
- Graciela Mendes Ribeiro Reis
- Hélio Barreto Jorge
- Hildebrando Oliveira de Abreu
- Iara Luisa de Santana Dórea
- José Carlos Andrade
- José Carlos Travessa de Souza
- José Raimundo Alves Reis
- José Roberto Ferreira da Silva
- Maria Constança Carneiro Galvão
- Miguel Angelo Nery Boaventura
- Raimundo Diorandes de Brito
- Raimundo Santos Silva
- Robson da Silva Martins
- Valdeci Santos Pereira
- Vera Lúcia Santos Barbosa Gomes
- Wilson Oliveira Brito 
Presidência
- Edmar Sombra Bezerra  

Coordenação
- Antonio Nogueira

Editoração gráfica
- Coordenação de Informática - Érick Nilson - informatica@crcba.org.br

Fale conosco:
eboletim@crcba.org.br

Acesse o Boletim no seu navegador:
Clique aqui!

 

 

As notícias exibidas semanalmente pelo Boletim Eletrônico do CRCBA são extraídas dos principais periódicos do país e, portanto, são de inteira responsabilidade de quem as publicou originalmente, ficando, assim, o CRCBA isento de qualquer opinião, tendência ou veracidade da informação.