Acesse o Boletim Eletrônico - CRCBA no seu navegador: http://www.crcba.org.br/boletim
Conselho Regional de Contabilidade do Estado da Bahia
Edição n.º 66 - 27 de Março de 2006

Profissão Contábil: Instrumento de Cidadania

Confira sempre no final desta página em "Sua Biblioteca" e "Seus Links" as legislações e
informações de seu interesse e uso diário. Boa leitura!

 

Espaço do Contabilista

                 

O AVANÇO DA TECNOLOGIA E SUA INFLUÊNCIA NO
PERFIL DO CONTABILISTA

Os avanços tecnológicos têm liberado os profissionais dos trabalhos rotineiros. Eles agora passam menos tempo preparando relatórios e mais tempo analisando e interpretando informações de negócios. Muitos estão saindo do isolamento de seus departamentos operacionais. Os contadores, por exemplo, trabalham agora em times multi-departamentalistas e têm muitos contatos com outros departamentos, e estão ativamente envolvidos nos processos decisórios de suas empresas. No cenário mundial, com a globalização, os avanços da tecnologia influenciaram sobremaneira o mundo dos negócios e essas mudanças não só afetaram o perfil das relações empresariais, como vieram acarretar mudanças no perfil do profissional contábil, cujo trabalho não só se diferenciou no uso das informações, como também na relevância de suas atividades.

A Contabilidade tem evoluído significativamente através dos tempos. Dentro desse contexto é inegável a influência da tecnologia sob a nova visão e desenvolvimento da profissão contábil. A introdução de sistemas e aplicativos computacionais possibilitou, entre outras coisas, maior flexibilidade na manutenção e armazenamento dos dados, bem como na ampliação do conjunto de informações, eliminando a lentidão dos processamentos apresentados em décadas anteriores. Entretanto, o advento da informática na área contábil propõe que o contador, assim como todo e qualquer profissional, participe de um processo de atualização de seus conhecimentos, buscando constantemente compreender as inovações tecnológicas, a fim de produzir com qualidade os serviços prestados à sociedade.

O contabilista de nossos dias não pode, pois, confinar-se mais, em matéria de conhecimento, a simples técnicas de registros e demonstrações, como agente passivo na execução de seus trabalhos e a tendência é a de que, cada vez mais, o possa menos.
Há uma notória exigência de mudanças na prática e na doutrina da Contábil afim de que esta prossiga prestando a grande utilidade que sempre prestou à civilização. No cenário cultural já ocupamos destaques notórios e o Brasil cresce em sua expressão na área contábil intelectual, mas, é inequívoco que ainda muitos problemas existem na questão relativa à formação educacional e naquela de ética profissional. Rapidez da informação e prazos para entrega dos relatórios, pois uma informação contábil tem que ser explicitada no menor prazo possível. Uma informação morosa ou atrasada perderá toda sua validade e fará parte do arquivo morto de dados. Por isso, a força de um sistema de informação contábil está em que tudo seja feito rigorosamente dentro dos prazos estipulados pelos usuários e no menor tempo possível.

Ratificando esse ponto de vista, Hendriksen & Breda afirmam: “A Contabilidade desenvolveu-se em resposta a mudanças no ambiente, novas descobertas e progressos tecnológicos. Não há motivo para crer que a Contabilidade não continue a evoluir em resposta a mudanças que estamos observando em nossos tempos.”.
Com a progressiva evolução da tecnologia, os computadores têm se tornado cada vez mais imprescindíveis no mundo dos negócios e, conseqüentemente, o campo contábil tem sido impactado por estes aspectos, conforme se depreende do texto escrito por Cornachione Jr.: “... hoje não é mais possível aceitar o eficaz desempenho profissional em um amplo leque de atividades econômicas, científicas e educacionais , e mesmos esportivas, sem o apoio da informática , a contabilidade não foge a regra.”.

      
          ALDEMIR PESSOA
          Contador, Administrador - ex- conselheiro do CRC-CE
          Mestre em Administração e Educação – Unimarcos-SP
          Prof. Universitário


Clique aqui e veja o regulamento para publicação


VOCÊ SABIA?

Que ao expressar seu nome como contabilista, você é obrigado a indicar a expressão de contador ou técnico em contabilidade?

A omissão ou indicação incorreta pode ocasionar a lavratura de auto de infração por infringência ao código de ética do contabilista.

 

Eventos em Destaque

Ufba recebe calouros em clima de festa

 

A Universidade Federal do Estado da Bahia – UFBA realizou no dia 15/03/06, no Pavilhão de Aulas da Federação (PAF), no Campus de Ondina, a quarta edição da Recepção Calourosa aos novos universitários. O evento, organizado com a finalidade de receber universitários novatos e promover a integração entre os alunos, reuniu cerca de 10 mil pessoas, dentre eles 4 mil calouros.

 

Diferente dos conhecidos trotes que normalmente são aplicados pelos veteranos nos alunos que acabam de ingressar na universidade, a Calourada também teve como objetivo aproximar a universidade da comunidade através de uma feira com estandes dos 61 cursos da universidade.

 

O estande do curso de Ciências Contábeis, um dos mais movimentados do evento, contou com a presença da Diretoria da UFBA, professores, componentes do DACIC – UFBA, uma estagiária e a Gerente de Desenvolvimento Profissional do CRCBA, Contadora Litânia Santiago Azevedo.

 

O evento contou com a presença dos Ministros de Educação e de Cultura e diversas atrações musicais, como o Quarteto Jovem Instrumental da faculdade e os vencedores do Unifest - A Terceira Ordem (primeiro lugar), A Dor e o Mar, de Marco Feitosa e Ana Paula Albuquerque (segundo lugar), e Kamikase, de Dario Moreira (terceiro lugar), fazendo do evento um grande festival de músicas com atrações diversas para a sociedade estudantil e demais visitantes.

 

O CRCBA ofereceu aos estudantes de Ciências Contábeis que compareceram ao estande livros “Prêmio Jovem Cientista” e “Manual de Procedimentos Contábeis para Fundações e Entidades de Interesse Social”, e a Revista Baiana de Contabilidade. A exposição ocorreu até às 18h30min, logo após houve o pronunciamento do reitor da Ufba, Naomar de Almeida Filho, seguida da entrevista coletiva com o Ministro da Cultura, Gilberto Gil.

 

Eventos
 

Eventos programados:
Clique aqui para ver os eventos programados...

Eventos realizados:
Clique aqui para ver outros...

Manchetes
 

CONTABILISTAS BAIANOS PRESTIGIAM POSSE DE
MARIA CLARA BUGARIM À FRENTE DO CFC

Uma comitiva formada por dezenas de contabilistas Baianos esteve em Brasília, no último dia 15, para prestigiar a posse da primeira mulher eleita presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Maria Clara Cavalcante Bugarim e dos Conselheiros  Baianos Adeildo Osório de Oliveira e Wellington Cruz, o primeiro também fora eleito e por unanimidade Vice-Presidente de Controle interno. A solenidade de posse da nova Diretoria do CFC foi acompanhada por mais de 800 convidados, em espaço especialmente reservado no Memorial JK. Na ocasião, a contabilista Maria Clara Bugarim reforçou o compromisso da entidade em prol dos interesses da classe contábil brasileira.
O CFC representa hoje mais de 390 mil profissionais em todo o País. Ao ser eleita, a contabilista disse se sentir honrada por assumir um cargo de tão elevada importância e a confiança nela depositada. Um dos seus maiores compromissos é dar continuidade aos trabalhos tão bem desempenhados por seus antecessores.
Considerada uma pessoa da mais alta qualificação moral e profissional, ao longo de sua carreira, Maria Clara tem acumulado competência e espírito de liderança, qualidades estas que podem ser constatadas pela condução de uma secretaria de Estado de Alagoas e pela presidência de importantes entidades, como o Conselho Regional de Contabilidade de Alagoas (CRC-AL) e a Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC).

 

Notícias Gerais - Veja notícias diversas


 

Proposta estende a inviolabilidade a contador
O contador poderá ser considerado indispensável à administração da ordem econômica, financeira e contábil e assim, tornar-se inviolável por seus atos no exercício da profissão, nos limites da lei


Acesso à Receita pela internet já é completo.
Quem dispõe do cartão de certificação digital pode resolver tudo pela web.


Prorrogação Rais 2005
O Ministério do Trabalho e Emprego - MTE, através da Portaria nº 27, de 16 de Março de 2006, prorroga até 07 de abril de 2006, o prazo para a entrega da declaração da RAIS 2005.


Receita encurta prazo para declaração de empresas inativas
De acordo com a Receita, o prazo agora é 31 de março. Antes era 31 de maio.

 

 

 

Conselhos Federal e Regional de Contabilidade
Novidades da Legislação e da Profissão
Matérias Contábeis

 

Contabilidade - Depósitos judiciais em garantia - Tratamento

Leia mais

 

 

Contabilidade - Assinatura de periódicos, jornais e revistas - Contabilização

Leia mais

 

 

Contabilidade - Roubo ou furto de bem do Ativo Imobilizado - Indenização recebida da seguradora - Tratamento

Leia mais

 

 

Contabilidade - Provisão para o Imposto de Renda - Classificação contábil

Leia mais

 

Notícias Imprescindíveis do CRCBA para você Contabilista

Vice-Presidência de Fiscalização
Vice-Presidente Antônio Carlos Nogueira Cerqueira

 SEMINÁRIO/TREINAMENTO PARA VICE-PRESIDENTES E CHEFES DE FISCALIZAÇÃO DO SISTEMA CFC/CRCs

Nos dias 14 e 15 de março, aconteceu em Brasília o Seminário/Treinamento para Vice-presidentes e Chefes de Fiscalização do Sistema CFC/CRCs. Durante o evento, os contabilistas presentes, representantes de suas respectivas entidades, debateram vários assuntos de interesse da classe. Destaque para palestra sobre alteração da legislação tributária e fiscal e seus reflexos na atividade profissional do contabilista, ministrada pelo contabilista José Maria Martins Mendes, presidente do CILEA, e secretário da Fazenda do Estado do Ceará. Durante dois dias, os participantes se envolveram em atividades referentes a assuntos contábeis, tais como fiscalização dos parâmetros qualificados, escrituração contábil, demonstrações contábeis, auditoria, perícia, Decore, contrato de prestação de serviços, órgãos públicos e partidos políticos. Da Bahia, estiveram Presentes o Vice-Presidente de Fiscalização do exercício Profissional,  Antonio Nogueira, os conselheiros  Miguel Ângelo Néri Boaventura e o Vice-Presidente de registro e Cadastro, Erivaldo Benevides, alem do Gerente da Divisão de Fiscalização Eraldo Galdino

Entrevista da Semana

Entrevistado: Tânia Cristina de Azevedo 

 

Tânia C. de Azevedo é Contadora, graduada pela UFBA em 08/03/1997.

Pós-graduada em Contabilidade Gerencial pela UFBA.

 

Sócia e Consultora de Gestão da Organização Silveira de Contabilidade. Pesquisadora cadastrada no CNPQ. Membro da Comissão Estadual Baiana do Projeto Mulher Contabilista. Professora da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e Faculdade Baiana de Ciências (FABAC). Autora de Diversos artigos e trabalhos em congressos nacionais e internacionais. 

Co-autora do livro Gestão de Recursos Humanos para Empresas Contábeis.

 

Ao longo de 09 anos de exercício profissional na área contábil tem se dedicado a estudar a gestão administrativa, contábil e jurídica de Entidades do Terceiro Setor, com ênfase avançada para área de evidenciação de informações contábeis, controles internos e auditoria.  Atualmente assessora algumas ONGs na área contábil e financeira. No ambiente empresarial atua como Gestora, apoiando ações na área de recursos humanos, capitação de clientes, marketing empresarial e processos de normatizações internas.    

 

CRCBA - Sabemos que o Terceiro Setor é constituído por organizações privadas sem fins lucrativos que têm como objetivo o desenvolvimento político, econômico, social e cultural no meio em que atuam. E como qualquer organização elas geram bens, serviços públicos e privados, e desta forma necessitam de uma ação contábil. Mas, qual o foco da contabilidade nas empresas do Terceiro Setor?

 

Tânia Azevedo - As entidades do Terceiro Setor, para desenvolverem suas atividades em áreas como: assistência social, saúde, educação, meio ambiente, dentre outras, buscam recursos de doadores, patrocínio da iniciativa privada, convênios e parceiras com a iniciativa pública, além de outras ações. Diante disso, a contabilidade passa a ser um instrumento fundamental de informação para tais entidades e financiadores de recursos, uma vez que é por meio do sistema de informação contábil que uma ONG poderá demonstrar: suas origens e aplicações de recursos, evolução do seu fluxo caixa, além evidenciar transparência, responsabilidade e credibilidade com aqueles que apóiam suas ações. 

 

CRCBA - E de que forma a Contabilidade atua nestas empresas para que elas possam estar adotando uma nova postura e obtendo uma gestão mais eficaz?

 

Tânia Azevedo - Penso ser vital uma participação mais efetiva da área contábil nestas entidades, isso pela natureza e características das atividades que desenvolvem, compreendo também que ainda há um certo desconhecimento das entidades do Terceiro Setor, sobre a importância e papel da contabilidade. É neste momento que o profissional contábil poderá contribuir efetivamente com elaboração tempestiva das demonstrações e demais relatórios contábeis, contribuir com a gestão das  ONGs em alternativas para captação de recursos,   auxiliar  análise do fluxo de caixa,  desenvolver ações que permitam otimizar os controles internos de tais organizações. 

 

CRCBA - Quais os conceitos gerenciais atualmente utilizados pelas empresas do Terceiro Setor para que elas possam estar atingindo seus objetivos?

ü                                   

 

Tânia Azevedo - Vejo que a palavra chave atual para estas entidades é: profissionalização da gestão : isso implica em metodologias eficientes de gestão,  a exemplo de:

ü           Eficiente organização administrativa e financeira;

ü            Desenvolvimento de padrões de controles internos os quais objetivem assegurar a integridade e confiabilidade do patrimônio de tais entidades.

ü           Evidenciação externa da evolução econômico-financeira.

ü           Buscar o conhecimento adequado dos custos para a operacionalização de suas atividades.

Esses são pequenos conceitos gerenciais para o setor, os quais o contabilista poderá ser inserido e contribuir efetivamente com o crescimento e continuidade das entidades do Terceiro Setor.     

 

CRCBA - A busca da informação e do conhecimento é essencial para que o profissional possa estar desenvolvendo com qualidade seu exercício. E para o profissional contábil que atua no Terceiro Setor, essa busca é diferenciada?

 

Tânia Azevedo - Sim, sempre buscar informação e conhecimento é um diferencial para qualquer profissional. No caso dos contabilistas que atuam com as organizações do Terceiro Setor torna-se essencial, pois é um segmento diferenciado dos demais, onde os gestores precisam ser cuidadosamente orientados. Também há os aspectos das regras, normas e legislações, especificas que efetivamente requerem do profissional contábil critérios e amplo conhecimento.

 

CRCBA - A atuação da Contabilidade no Terceiro Setor tem atendido às necessidades das organizações? De que forma?

 

Tânia Azevedo - Penso que ainda temos uma boa caminhada para atendermos plenamente tais entidades. Uma vez que contamos com uma série de entraves para o bom desenvolvimento dos trabalhos contábeis.

Um começo para buscarmos a plenitude de nossos serviços junto às organizações do Terceiro Setor é diferenciarmos este tipo de entidade dos demais segmentos. Se tivermos claras as especificidades do setor, com certeza o trabalho do contabilista passará a atender as necessidade das ONGs.

 

CRCBA - No Terceiro Setor os grandes interesses a serem protegidos são os interesses da sociedade em geral. Como os profissionais contábeis têm atendido a esta afirmativa?

 

Tânia Azevedo - Concordo que o principal propósito das entidades do Terceiro Setor é atender os anseios da sociedade, os quais ocorrem devido às lacunas deixadas entre o setor privado, e agentes governamentais. É nesse momento que os profissionais da área contábil passam a ter um papel importante nessas organizações, uma vez que a evidenciação das informações econômico-financeiras representa um dos instrumentos necessários a uma eficiente prestação de contas. Além de outras responsabilidades que o contabilista deverá está atento. 

Em um universo tão amplo de profissionais da área contábil, fica complicado saber como nossos colegas têm atendido tais necessidades, o que posso dizer, são aspectos que considero relevantes para uma boa prestação de serviços contábeis. Dentre eles destaco:

- Clareza e tempestividade no desenvolvimento dos trabalhos de contabilidade;

 

- Transparências quando da evidenciação de informações contábeis;

 

- Proatividade na busca de solução dos problemas econômico-financeiros das ONGs;

 

- Auxiliar continuamente os gestores de tais entidades no desenvolvimento de ações que possibilitem ampliar a capitação de recursos e operacionalização das atividades. 

 

Coletânea de Comentários

O Prazo de Decadência Decenal e os Lançamentos por Presunção e vias Reflexas
Elaborado por: Antonio Airton Ferreira

Leia mais

 


 

Os Lançamentos de Tributos Objetos de Compensação por Ordem Judicial - Eventual Tentativa de não ocorrer Perecimento de Direito ou Crime de Desobediência pelo Agente Fiscal
Elaborado por: Aristides Francisco dos Santos Junior 

Leia mais

 

Novidades da Legislação

Atos Jurídicos Federais

Decreto Federal nº 5.730 de 20.03.2006.

Regulamenta o art. 110 da Lei no 11.196, de 21 de novembro de 2005, que trata do regime fiscal adotado nas operações realizadas em mercados de liquidação futura pelas instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Leia mais

 

Atos Jurídicos Estadual e Legislação do ICMS e outros Tributos - Bahia

 

Instrução Normativa SEFAZ-BA nº 18/2006.

Fixa a base de cálculo para efeito de incidência do ICMS na primeira operação realizada pelos produtores com açúcar dos tipos cristal e refinada.

Leia mais

 

 

Instrução Normativa SEFAZ nº 15/2006.

Fixa a base de cálculo para efeito de incidência do ICMS na primeira operação realizada pelos produtores com algodão em capulho e algodão em pluma.

Leia mais

Atos Jurídicos Municipais e Legislação de ISS e Outros Tributos Municipais

Tire aqui suas dúvidas tributárias com a SEFAZ de Salvador

- Perguntas mais freqüentes
- Converse com o auditor
- Consultas por e-mail


Programa de Fiscalização da Prefeitura de Salvador - Bahia

Contabilista veja se seu cliente está na programação de Fiscalização. Clique aqui.

Legislação Trabalhista

- EM EXECUÇÃO TRABALHISTA, JUROS TAMBÉM NÃO SÃO TRIBUTÁVEIS

- SAIBA TUDO SOBRE O SEGURO DESEMPREGO
- VEJA AQUI LEGISLAÇÃO SOBRE O EMPREGO DE DOMESTICO
- VEJA AQUI AS PRINCIPAIS REGRAS QUE NORTEIAM AS RELAÇÕES DE EMPREGO
- VEJA AQUI A LEGISLAÇÃO SOBRE O PAT - PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO AO TRABALHADOR
-
VEJA AQUI TUDO SOBRE A LEGISLAÇÃO DO FGTS

Tributos Federais

 

Ato Declaratório Executivo COORDENADOR-GERAL DO SISTEMA DE FISCALIZAÇÃO - COFIS nº 13 de 13.03.2006
Dispõe sobre o Sistema de Medição de Vazão (SMV) a ser utilizado pelos estabelecimentos industriais envasadores de cervejas e refrigerantes, e dá outras providências.

Leia mais

 


 

Receita encurta prazo para declaração de empresas inativas
De acordo com a Receita, o prazo agora é 31 de março. Antes era 31 de maio.

Leia mais

 


 

Imposto de Renda

Declaração de IR exige cuidados especiais

Valor Econômico

 


 

Portaria MF nº 58, de 17 de março de 2006.

Disciplina a constituição das turmas e o funcionamento das Delegacias da Receita Federal de Julgamento – DRJ

Leia mais

 


 

INSTRUÇÃO NORMATIVA SRF Nº 630/2006.

Dispõe sobre o Regime Especial de Tributação para a Plataforma de Exportação de Serviços de Tecnologia da Informação (Repes).

Leia mais.

 


 

 

ISTRUÇÃO NORMATIVA SFR Nº 631/2006.

Altera a Instrução Normativa SRF nº 96, de 27 de novembro de 2001, que dispõe sobre o pagamento de receitas federais por meio de Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) e de Documento de Arrecadação do Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Microempresas e das Empresas de Pequeno Porte (Darf- Simples), impressos com código de barras.

Leia mais

 


 

INSTRUÇÃO NORMATIVA SRF Nº 632/2006.

Aprova o Programa Gerador de Documentos do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica - CNPJ (PGD CNPJ) e dá outras providências.

Leia mais

 


 

Ato Declaratório Interpretativo SRF n° 04 de 17.03.2006.

Dispõe sobre a aplicação de dispositivos da Convenção entre a República Federativa do Brasil e o Estado Espanhol destinada a Evitar a Dupla Tributação e Prevenir a Evasão Fiscal em Matéria de Impostos sobre a Renda.

Leia mais


DOWNLOADS DE PROGRAMAS DIVERSOS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL
Disponibilizado originalmente pelo site www.fenacon.org.br.


Outras Entidades Públicas

 

Notícias gentilmente cedidas pelos parceiros do CRCBA:
FVCCONSULT   Câmara de Dirigentes de Empresas de Contabilidade do Estado da Bahia   IOB THOMSON   Fiscosoft

As informações contábeis e tributárias aqui publicadas não representam a totalidade das introduções e novidades da legislação, mas tão somente algumas selecionadas pelos nossos parceiros editores. Continue utilizando as outras fontes de informação de seu habitual acesso. Elas são e continuarão sendo, fontes imprescindíveis para seu aperfeiçoamento profissional. 

Informações de Entidades Vinculadas à Classe Contábil

Entidade

Espaço destinado aos sindicatos, associações, diretórios acadêmicos de faculdades de Ciências Contábeis e demais entidades da classe contábil.

Publicação de Livros, Artigos Técnicos e Científicos

Clique aqui e veja os livros e artigos disponíveis para downloads.

Confira abaixo as legislações e informações de seu interesse e uso diário.
Acesse clicando nos links respectivos e bom uso!

Sua Biblioteca

Códigos:
[Tributário Nacional]
[Tributário Estadual]
[Tributário Municipal-SSA]
[Ética do Contabilista]
[Civil Brasileiro]
[Penal Brasileiro]

Regulamentos:
[Imposto de Renda]
[ITR]
[SIMPLES]
[PIS/COFINS]
[IPI]
[Aduaneiro]
[Previdência Social]
[ICMS-Bahia]
[DMS-Salvador]
[Perguntas e Respostas - SIMPLES]

Receita Federal:
[Agenda Tributária]
[Tabela de IR Retido na Fonte]
[Tabela IPI]
[Novidades da Receita]
[Taxa de Juros-SELIC]
[Notícias da Receita]
[Certidão PF]
[Certidão PJ]
[Comércio Exterior]
[CSLL]
[DACON]

Outros:
[Constituição Brasileira]
[Constituição Baiana]
[Lei de Resp. Fiscal]
[Lei n.º 4320/64]
[Lei das SA (Atualizada)]
[CLT]
[Publicações On-line-CFC]
[NBCTs
[Resoluções CFC]
[Resoluções CRCBA]
[Notícias SEFAZ SSA]
[Certidão PGFN]

Seus Links

Entidades de Classe:
[CFC - Conselho Federal de Contabilidade]
[AIC]
[AUDIBRA]
[CVM]
[IASB]
[IBRACON]
[FENACON]
[SESCAP]
[SINDCEB]

Outros:
[Receita Federal]
[Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional - PGFN]
[Fazenda Estadual]
[Fazenda Municipal-SSA]
[Junta Comercial-Bahia]
[Presidência da República]
[IOB]
[Fiscosoft]
[FVCConsult]
[Conheça a Bahia (Bahia.com.br)]

Boletim Eletrônico do CRCBA
 

Comitê Editorial
-
Edmar Sombra Bezerra
- Antônio Carlos Nogueira Cerqueira
- Antonio Roberto de Souza
- Areudo Barbosa Guimarães
- Carlos Luis Alves Barreto
- Célia Oliveira de Jesus Sacramento
- Dante Albano Menezes Lopes
- Edmilson Bispo Gonçalves
- Edson Piedade Campos
- Edvaldo Paulo de Araújo
- Erivaldo Pereira Benevides
- Geraldo Vianna Machado
- Graciela Mendes Ribeiro Reis
- Hélio Barreto Jorge
- Hildebrando Oliveira de Abreu
- Iara Luisa de Santana Dórea
- José Carlos Andrade
- José Carlos Travessa de Souza
- José de Andrade Silva Filho
- José Raimundo Alves Reis
- José Roberto Ferreira da Silva
- Maria Constança Carneiro Galvão
- Miguel Angelo Nery Boaventura
- Olegário Santos de Souza
- Raimundo Diorandes de Brito
- Raimundo Santos Silva
- Robson da Silva Martins
- Valdeci Santos Pereira
- Vera Lúcia Santos Barbosa Gomes
- Wilson Oliveira Brito

Coordenação
- Antonio Nogueira

Editoração gráfica
- Roberto Vivas da Silva

Fale conosco:
eboletim@crcba.org.br

Acesse o Boletim no seu navegador:
Clique aqui!

 
As notícias exibidas semanalmente pelo Boletim Eletrônico co CRCBA são extraídas dos principais períódicos do país e, portanto, são de inteira responsabilidade de quem as publicou originalmente, ficando, assim, o CRCBA isento de qualquer opinião, tendência ou veracidade da informação.